Amazonas

Nível do Rio Negro sobe e alcança a marca histórica de 2012 em Manaus

O Rio Negro alcançou, neste domingo (30), a marca de 29,97 metros, e a cheia deste ano se igualou ao recorde histórico de 2012 em Manaus. No sábado, o rio permaneceu estável e neste domingo, subiu 2 centímetros.

O Centro, uma das áreas mais afetadas na capital, já tão cheio de comerciantes, pedestres e veículos, agora precisa arrumar espaço para lidar também com uma água que invade pouco a pouco ruas e avenidas históricas.

Ainda de acordo com a Defesa Civil do Estado do Amazonas, 58 dos 62 municípios sofrem com a cheia dos rios. O número de cidades que estão em situação de emergência chegou a 26. O total de pessoas afetadas em todo estado passa de 455 mil.

Em março, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) chegou a fazer uma previsão e disse que o Rio Negro ultrapassaria os 29 metros. Mas, parece que com o decorrer do tempo, o rio resolveu subir um pouco mais.

“Em março fizemos a primeira previsão, em abril a segunda previsão e no dia 30 [de abril], os resultados mostraram que muito provavelmente o nível do rio estaria entre 29,50 e 30,50 metros. Tem um intervalo porque a previsão não é assertiva, mas o valor mais provável é que o rio alcance algo em torno de 30 metros”, explicou a pesquisadora do CPRM, Luna Gripp, que monitora a cheia.

Pontes foram construídas no Centro de Manaus e em alguns bairros para facilitar o trânsito de pessoas nos trechos alagados.

Postagens relacionadas

Wellington José de Araújo é escolhido novo representante ao cargo de desembargador do TRE-AM

O Amazones

Vacinação de idosos de 63 e 64 anos começa, hoje (10)

O Amazones

Manifestação em frente à Aleam é marcada por pedidos de impeachment do governador Wilson Lima

O Amazonês
error: Content is protected !!