Política

Por 10×1 Comissão vota pelo arquivamento do impeachment e manda para o plenário

A maioria dos 17 deputados que compõe a Comissão Especial do Impeachment seguiu o voto do relator, deputado Dr. Gomes (PSC), pelo arquivamento da denúncia contra o governador Wilson Lima (PSC) e o vice-governador, Carlos Almeida (PTB). Apenas um voto foi computado como não, do deputado de oposição, Wilker Barreto (Podemos), houve também quatro abstenções e duas faltas.

Wilker Barreto se manifestou contra a votação ocorrer no dia de hoje, 31, e o deputado Delegado Péricles (PSL) também disse que não estudou o relatório de Gomes porque não teve tempo de analisar o documento junto a assessoria jurídica dele. Já o deputado governista Carlinhos Bessa (PV) elaborou um parecer, em que, segundo ele, explica porque a denúncia não poderia ter chegado até aquele ponto e deveria ser anulada antes.

O deputado Cabo Maciel (PL) votou a favor do arquivamento, mas como estava remotamente o painel não computou. O mesmo aconteceu com Fausto Junior (PRTB), que se absteve. Somado a isso, o deputado Dermilson Chagas (Podemos) faltou e justificou a ausência por licença médica, já o deputado Sinésio Campos (PT) não votou porque não conseguiu conectar a internet.

Quinta-feira o plenário vota

Segundo a deputada Alessandra Campêlo (MDB), presidente da Comissão do Impeachment, o parecer da comissão será lido em plenário na terça-feira, 04, e, em seguida, enviado para publicação no Diário Oficial Eletrônico da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). Após 48 horas, ou seja, na quinta-feira, 06, será discutido e votado em plenário, pelos 24 deputados, em voto nominal e aberto.

Postagens relacionadas

Em campanha, Denarium vai pagar R$ 12 milhões à empresa do AM por estrutura para eventos

Danilo Andrade

Deputado Dermilson Chagas destina mais recursos para a Saúde do interior

Danilo Andrade

MDB descarta Braga e apoia Simone Tebet para a presidência do Senado

Danilo Andrade
error: Content is protected !!