Política

Marcelo Ramos exime Wilson Lima de responsabilidade pelas mortes por falta de oxigênio e culpa governo Bolsonaro

O vice-presidente da Câmara Federal, deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), em entrevista à Revista Época, afirmou que todos os problemas do caos na saúde têm como responsável o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas esqueceu de lembrar da responsabilidade do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), no caso das mortes por falta de oxigênio no Estado.

A entrevista publicada na última quarta-feira (26) mostrou Ramos preocupado em apurar os problemas em nível nacional, citando que “todos os problemas são decorrentes da posição inicial do presidente de negar a gravidade da pandemia”.

Mas ao falar do Amazonas, das mortes decorrentes pela falta de oxigênio, contemporizou e afirmou que os parlamentares do Estado preferiram atacar o governador Wilson Lima para criar instabilidade política.

“Quando o caos se estabeleceu no Amazonas, todo mundo aproveitou para atacar o governador e fazer proselitismo político. Eu, que nem sou aliado do governador, falei ‘não, vou estender a mão e depois a gente discute responsabilidade’. Não é hora de criar instabilidade”, disse o parlamentar em trecho da entrevista.

Ramos fez críticas ao ex-Ministro da Saúde Eduardo Pazzuelo por seguir a linha de raciocínio do presidente Jair Bolsonaro e fortalecer o “tratamento preventivo”. O parlamentar também esqueceu do pedido de socorro do Governo do Amazonas via e-mail para destinatários errados, cinco dias antes de faltar oxigênio.

“Há uma narrativa forte de que ele (Eduardo Pazzuelo) fora comunicado de que estava na iminência de uma crise de oxigênio. Inclusive, na ida dele lá (Manaus). Na ida lá, às vésperas da crise de oxigênio, ele não foi tratar de oxigênio. Foi prescrever cloroquina e “tratamento preventivo”, lembrou.

PL é Wilson Lima na Aleam

Apesar de afirmar não ser aliado do governador Wilson Lima, o PL de Ramos na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) é destaque no Governo com dois deputados da base governista.

Enquanto a deputada Joana Dar´c é a líder do Governo na Aleam, defendendo com unhas e dentes o governador Wilson Lima, o deputado Cabo Maciel é um dos parlamentares com forte representatividade da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), mas que ultimamente vem perdendo prestígio com a tropa em virtude do apoio massivo ao governador e pouco defender os policiais.

Postagens relacionadas

Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal até 2030

Natasha Azevedo

João Roma diz que Governo estuda mudanças no Bolsa Família

Natasha Azevedo

Maioria do STF decide manter decisão que julgou Moro parcial

Natasha Azevedo
error: Content is protected !!