Bastidores do Poder

Empresas Reviver e Synergye vão receber mais de R$ 500 milhões do Governo do Amazonas para cuidar do sistema prisional

O Governo do Amazonas vai tentar, novamente, organizar o falido sistema prisional do Estado. E essa tentativa, após o fiasco com a famigerada Umanizzare, aquela que sugou do bolso do amazonense trilhões de reais e pouco ajudou no massacre das unidades prisionais, vai custar pouco mais de R$ 500 milhões, somente para este ano. Em 2022, o contrato poderá ser renovado ou até mesmo aditivado.

As beneficiadas com a milionária bagatela são as empresas Reviver Administração Prisional Privada Eireli e a Synergye Tecnologia. Para a Reviver gerir as unidades prisionais de Manaus e de Itacoatiara, o Governo Wilson Lima vai recompensá-la com o valor global de R$ 531.948.459,00. A Synergye Tecnologia, empresa especialista em monitoramento de presos, terá um contrato mais modesto, de pouco mais de R$ 27 milhões.

Cópia do contrato da empresa Reviver
Diário Oficial com o pagamento da empresa Sinergy

Se trocar seis por meia dúzia é garantia de sucesso para o Governo do Amazonas, só saberemos nos próximos dias. O certo é que confiar num governo manchado por corrupção é totalmente temerário.

Falando em corrupção…

Lembrem-se que as investigações da Polícia Federal apontaram que o secretário de Segurança Pública do Amazonas, o coronel da PM Louismar Bonates, negociou em 2015 a ampliação do poder da facção criminosa FDN (Família do Norte) no sistema carcerário em troca de “paz nas cadeias”, de acordo com a matéria da Folha de São Paulo que aponta a investigação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

Já em 2019, o mesmo secretário de Wilson Lima, Louismar Bonates, voltou a ser notícia nacional depois que a PF interceptou ligações telefônicas da Polícia Federal que o colocaram no centro de um círculo de pessoas envolvidas com grupo de extermínio, violência policial e com um apresentador suspeito de mandar matar para ganhar audiência na TV.

Postagens relacionadas

Segundo Veja, novas delações vão tirar o sossego de Wilson Lima

O Amazonês

Impeachment pode voltar à pauta da Aleam pós Operação Sangria

Danilo Andrade

Presidente da CMM e vice-presidente da Aleam testam positivo para Covid-19

Danilo Andrade
error: Content is protected !!