Política

CPI da Saúde quer investigação do MPE para servidora ‘informal’ do governo Wilson Lima

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde, da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), quer que o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) investigue as relações da jornalista Carla Pollake da Silva com o governador Wilson Lima (PSC) por suspeitas de improbidade administrativa na crise envolvendo gastos do Governo do Amazonas na pandemia do novo coronavírus.

A profissional de comunicação e consultora de imagem prestou depoimento à CPI nesta segunda-feira, 6, na condição de testemunha, por ter sido mencionada em depoimentos anteriores do ex-secretário de Saúde, Rodrigo Tobias e do ex-secretário-executivo da pasta, João Paulo Marques. Ambos mencionaram Pollake como tendo participação ativa na gestão.

Pollake, contudo, negou ser servidora ou atuar de forma mais ativa em programas da Saúde, como o milionário “Anjos da Saúde”. Em seu depoimento, ela alegou manter amizade com o governador desde 2013, em função de seu antigo trabalho como gerente de afiliadas da Rede Record, que tinha na TV A Crítica como retransmissora e Wilson Lima como apresentador.

Contradições

Ela também negou as suspeitas de receber pagamento pelo serviço de consultoria que eventualmente diz prestar ao governador Wilson Lima, mas fotos, vídeos e até um cartão de visitas fizeram seu depoimento entrar em contradição. A Comissão mostrou, por exemplo, fotografia de um cartão de visitas pessoal, em nome de Carla Pollake, que a identifica como consultora. O cartão continha a identidade visual do Governo do Amazonas.

Apesar da imagem apresentada, Carla Pollake negou vínculo com o governo, mas reconheceu a veracidade do cartão. Ela afirmou que usava tal identificação com autorização de Wilson Lima para apresentar a clientes privados. Membros da comissão chegaram a levantar a suspeita de falsidade ideológica, lobby e improbidade administrativa por parte do governador.

Um vídeo mostrado pela CPI e coletado da própria Secretaria de Comunicação do Governo mostra o marido da jornalista concedendo entrevista sobre o programa “Anjos da Saúde”, inclusive usando uma camisa com as logos do programa. O advogado da profissional fez um protesto pouco antes do final do depoimento, pois, segundo ele, tais informações deveriam ser apresentadas previamente à defesa.

O deputado Wilker Barreto (Podemos) informou que a CPI irá pedir do Governo do Estado informações sobre passageiros que estiveram em voos oficiais do governo e informações similares à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o que foi aprovado pelos demais membros da comissão, com exceção do deputado Dr. Gomes, único governista que compõe a CPI.

Postagens relacionadas

TCE suspende gastos de quase R$ 9 mi do Governo do AM, após denúncias de Wilker Barreto

Natasha Azevedo

Homem forte das finanças de Davi Almeida pede pra sair

Natasha Azevedo

Amazonino Mendes lidera nova pesquisa de intenção de votos

O Amazonês
error: Content is protected !!