Política

CPI da Saúde quer finalizar caso da lavanderia do hospital da Nilton Lins esta semana

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) quer finalizar, esta semana, a investigação sobre possíveis irregularidades no serviço de lavanderia no hospital de campanha da Nilton Lins, desativado semana passada pela Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam), após a queda no índice de contaminados pelo novo coronavírus.

Além de considerarem ilegal a atuação da empresa se dá via processo indenizatório, os deputados da comissão desconfiam de superfaturamento e até fraude por parte da Norte Serviços Médicos LTDA. “Quatro toneladas de roupas lavadas quando se tinha quatro pacientes internados é absurdo”, considera o deputado Delegado Péricles, presidente da CPI.

A mudança de donos com a manutenção de um mesmo procurador e a informação de endereço como sede que sequer existe como lavanderia é outro dado que evidencia atos ilícitos, sem contarmos com a diversidade de serviços que vão, de jardinagem a atendimento médico, prestados pela mesma empresa, que sempre é a escolhida. Como isso é possível?”, continua o deputado.

Depoimentos

A empresa alvo de crítica do parlamentar que comanda a CPI é de Criselidea Bezerra de Moraes, que está agendada para dar depoimento na quarta-feira, 22, e o ex-dono da “lavadora de roupa hospitalar”, Vitor Vilhena Gonçalo da Silva, também será sabatinado pelos membros da comissão, mas na tarde da quinta-feira, 23.

Ainda conforme a CPI, a Norte faturou, ao longo de três anos, quase R$25 milhões do Estado. A empresa, que alega ter prestado serviço de lavanderia, afirma ter lavado em 13 dias, 44 toneladas de roupas no hospital da Nilton Lins.

Postagens relacionadas

Deputada diz que Wilson Lima teve 10 meses e não preparou o Amazonas

Natasha Azevedo

Susam reafirma que fez 1,8 mil atendimentos no hospital de campanha da Nilton Lins

Danilo Andrade

Mandetta chama Governo Bolsonaro de ‘perverso’ e diz que avisou sobre falta de O2 no AM

Natasha Azevedo
error: Content is protected !!