Política

Após Bolsonaro surfar na popularidade do auxílio emergencial, Wilson Lima lança cartão social

Se o presidente do Brasil ganhou os louros pelo pagamento do auxílio emergencial e, mais recentemente, viu a popularidade dele atingir 40%, a melhor pontuação do ano, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), pode usar a mesma receita no Estado. Talvez por isso, enviou para a  Assembleia Legislativa do Estado Amazonas (Aleam) – que aprovou nesta quarta-feira, 21, por unanimidade – o Projeto de Lei (PL) nº 353 do Governo do Estado, que cria o Cartão Social, uma espécie de auxílio emergencial local.

A medida foi ao encontro do momento de crise no Amazonas, com mais de 4.363 mortes por coronavírus no Estado, com hospitais voltando a ficar superlotados e suspeitas de corrupção no Governo de Wilson Lima (PSC) sendo desvendadas pela Polícia Federal e figurando nas manchetes nacionais. De acordo com o texto do PL, o benefício é para logo e começa a ser pago dia 1º janeiro de 2021 e vai até 31 de março.

Wilson promete que não vai ter aumento de tributo

No mesmo PL, foi aprovada fonte de recursos que do auxílio financeiro, o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS). Dessa forma, o governador afirma que o dinheiro necessário para o projeto do Cartão Social virá do ICMS, sem qualquer ônus para o consumidor. Essa garantia está inclusive no parágrafo único do PL: “Os recursos destinados à contribuição ao FPS, a que se refere o caput deste artigo, não poderão representar acréscimo de carga tributária ao contribuinte”.

Segundo o Data Folha, muitos brasileiros avaliavam o governo como “ótimo” e “bom” e agora consideram “regular”. Isso significa que, apesar da aprovação ter aumentado, a avaliação piorou.

Postagens relacionadas

Emendas de Wilker permitem que instituições de atenção à mulher recebam recursos do governo

Danilo Andrade

Alessandra Campêlo é a presidente da Comissão do Impeachment

Danilo Andrade

Médicos cooperados especialistas em clínica médica e pediatria estão há quatro meses sem receber por falta de pagamento do Governo, denuncia Wilker Barreto

Danilo Andrade
error: Content is protected !!