Política

Para votar o impeachment na quinta-feira, a Ordem do Dia vai ter que ficar para a tarde na Aleam

A presidente da Comissão Especial do Impeachment, deputada Alessandra Campêlo (MDB), disse que o parecer, que recomenda o arquivamento da denúncia contra o governador, Wilson Lima (PSC), e o vice, Carlos Almeida Filho (PTB), seria publicado no Diário Oficial da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) “IMEDIATAMENTE” após a leitura do documento na sessão desta terça-feira, 04. Mas não foi assim (vídeo no final do texto).

Na verdade, o parecer, elaborado pelo deputado Dr. Gomes, do mesmo partido do governador, foi lido cedo, finalizado antes das 11 horas, mas publicado só depois que a sessão de hoje acabou, por volta das 13 horas (horário de Manaus). Isso quer dizer que é a partir desse marco que deveria começa a contar as 48 horas que antecedem a votação, em plenário.

De novo, conforme a presidente da Comissão, se o rito da lei federal, que embasa o processo de impeachment na Assembleia, for cumprindo a previsão de colocar a matéria na pauta desta quinta-feira, 06, poderá não ser cumprida, já que tem que ser “o primeiro item da Ordem do Dia”. A não ser, claro, que haja um esforço para que a sessão se estenda, nesta quinta, de forma que a Ordem do Dia seja depois das 13 horas.

Sobre o autor

@danilos.andrade, formado em jornalismo pela Faculdade Boas Novas (FBN). Apaixonado por arte gráfica, audiovisual e rádio. Sócio e repórter do portal Oamazônes.
Publicações relacionadas
Política

Amazonino Mendes lidera nova pesquisa de intenção de votos

Política

Veja quem são os candidatos a prefeito de Manaus

Política

Josué Neto sai de cena e apoia David Almeida na eleição para prefeito de Manaus

Política

Amazonino Mendes e Wilker Barreto são a aposta do Podemos para a prefeitura de Manaus

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba as novidades diretamente em seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Worth reading...
‘Será que é porque segunda volta o STJ?’, cogita deputado sobre pressa da Comissão do Impeachment